Quais são as doenças crônicas

O que é doença crônica e a relação com as complicações do covid? Quais são as doenças crônicas não transmissíveis mais comuns?

A Organização Mundial da Saúde(OMS) identificou as doenças crônicas como uma grande preocupação de saúde pública e a principal causa de todas as mortes em todo o mundo.

As doenças crônicas costumam estar associadas a pessoas idosas. Contudo,15 milhões de mortes anuais por doenças crônicas não transmissíveis ocorrem entre pessoas de 30 a 69 anos.

Por isso, continue a ler para saber o que é, quais são e a relação entre doenças crônicas e o Covid 19.

O que é doença crônica?

Portanto, são problemas de saúde que duram 1 ano ou mais, precisam de cuidados médicos contínuos e que podem atrapalhar as atividades normais da vida diária.

Possuem uma combinação de fatores:

  • genéticos
  • fisiológicos
  • ambientais
  • comportamentais.

Por exemplo, diabetes, asma e depressão são as mais comuns. A maioria não têm uma cura, mas você pode viver com eles e controlar seus sintomas.

Às vezes, o médico pode usar as palavras “controlado” ou “estável” para descrever o câncer se ele não tiver mudado com o tempo. A doença também pode passar por ciclos de crescimento, encolhimento e permanecer estável.

Dados sobre doenças crônicas não transmissíveis(DNTs):

  • As doenças crônicas não transmissíveis matam 41 milhões de pessoas todo ano, o equivalente a 71% de todas as mortes no mundo;
  • A cada ano, 15 milhões de pessoas morrem de DNT entre 30 e 69 anos e mais de 85% dessas mortes acontecem em países de baixa e média renda;
  • As doenças cardiovasculares são responsáveis ​​pela maioria das mortes por DNTs com 17 milhões de pessoas anualmente, seguidas por cânceres (9 milhões), doenças respiratórias (4 milhões) e diabetes (1,6 milhões);
  • Esses 4 grupos de doenças são responsáveis ​​por mais de 80% de todas as mortes prematuras por DNT;
  • O uso de tabaco, o sedentarismo, o uso exagerado de álcool e uma alimentação não saudáveis ​​aumentam os riscos de morte por doença crônica;
  • A descoberta, a triagem e o tratamento das DNTs, são essenciais para controlar as consequências da doença.
quais sao as doencas cronicas

Quais são as doenças crônicas?

Elas são 2 tipos: doenças crônicas não transmissíveis e as transmissíveis.

Assim, as doenças crônicas não transmissíveis, segundo estudos divulgados pelo IBGE, representam 70% das mortes no Brasil. Bem como, está ligada a idade ou ao estilo de vida da pessoa como má alimentação, estresse e sedentarismo que são hábitos muito presentes na sociedade atual.

Já as doenças crônicas infecciosas são transmissíveis e causadas por organismos invasores como vírus e parasitas.

O que é uma doença crônica não transmissível?

É um problema de saúde não infeccioso que não pode ser transmitido de pessoa para pessoa e que também dura um longo período de tempo.

Portanto, como já mencionado, as causas é uma combinação de fatores como histórico familiar, estilo de vida, fisiológicos e ambientais.

Doenças cardiovasculares

As doenças cardiovasculares são a principal causa de mortes por doenças crônicas não transmissíveis. A dieta pobre de nutrientes e o sedentarismo aumentam os casos de doenças no coração.

Algumas doenças e condições cardiovasculares não transmissíveis comuns incluem:

  • ataque cardíaco
  • acidente vascular encefálico
  • doença cerebrovascular
  • doença cardíaca congênita
  • trombose venosa profunda e embolia pulmonar
  • doença arterial coronária
  • doença arterial periférica

Câncer

O câncer afeta pessoas de todos os gêneros, idades, etnias e níveis socioeconômicos. Assim, é a 2ª causa mais comum de morte por doenças não transmissíveis em todo o mundo. Em 2015, quase 1 de 6 mortes em todo mundo foi causado por câncer.

Alguns tipos de câncer não podem ser evitados devido aos riscos genéticos. No entanto, a Organização Mundial da Saúde estima que 30 a 50% de câncer são evitáveis ​​com a adoção de opções de estilo de vida saudáveis.

As principais etapas na prevenção de doenças incluem:

  • evitando tabaco e excesso de bebidas alcoólicas
  • imunizando-se contra infecções causadoras de câncer
  • Estilo de vida mais saudável

Doença respiratória crônica

As doenças respiratórias crônicas são doenças que afetam as vias aéreas e as estruturas pulmonares. Contudo, algumas dessas doenças são genéticas.

No entanto, outras causas incluem escolhas de estilo de vida, como fumo e condições ambientais, como exposição à poluição do ar e má ventilação.

Embora essas doenças sejam incuráveis, elas podem ser tratadas com cuidados médicos. As doenças respiratórias crônicas mais comuns incluem:

  • bronquite
  • asma
  • fibrose cística
  • Hipertensão pulmonar
  • doenças pulmonares ocupacionais (exemplo trabalho em carvoarias)

Diabetes

O diabetes ocorre quando o corpo não consegue produzir insulina suficiente, um hormônio que regula o açúcar no sangue (glicose). Bem como, pode ocorrer quando o corpo não consegue usar com eficácia a insulina que produz.

Alguns sintomas de diabetes não tratado seriamente são doenças cardíacas, problemas de visão e renais. Se os níveis de açúcar no sangue não forem controlados, o diabetes pode prejudicar seriamente outros órgãos e partes do corpo ao longo do tempo.

Existem 2 tipos principais de diabetes:

  • O diabetes tipo 1: é diagnosticado durante a infância ou na idade adulta jovem. É o resultado de uma disfunção do sistema imunológico.
  • O diabetes tipo 2: é adquirido durante a idade adulta. Portanto é o resultado de uma dieta pobre de nutrientes, sedentarismo, obesidade e outros como estilo de vida.


Outros tipos de diabetes:

  • pré-diabetes, são níveis de açúcar no sangue acima do normal que levam a um risco muito alto de desenvolver diabetes tipo 2 em um futuro próximo;
  • diabetes gestacional, que causa elevação do açúcar no sangue em 3 a 8% das mulheres grávidas.

Osteoporose

A osteoporose, assim como a hipertensão, é uma doença silenciosa. Assim, seus sintomas podem aparecer apenas quando a doença já estiver em um gral elevado.

Então ela é responsável por causar o enfraquecimento dos ossos por causa da redução na quantidade de cálcio, o que causa várias lesões.

Asma

A asma provoca uma inflamação que atinge as vias aéreas causando:

  • falta de ar
  • tosse
  • chiado no peito.

Então, existem várias causas que como

  • clima,
  • fumaça,
  • poeira de casa,
  • pelos de animais
  • resfriados.

No Brasil o equivalente a 6,3 milhões de pessoas declararam sofrer da doença segundo o IBGE.

Colesterol Alto

Segundo o IBGE, pelo menos 12,5% dos brasileiros já foram diagnosticas com colesterol alto.

O nível de colesterol alto no sangue está diretamente ligado ao consumo excessivo de comidas gordurosas. Portanto é muito prejudicial à saúde podendo causar um infarto e aumentar o risco de doenças no coração.

Bronquite crônica

Também chamada de doença pulmonar obstrutiva crônica é uma doença que causa dificuldades respiratórias pois provoca:

  • inflamação nos brônquios
  • tosse
  • catarro.

Assim, geralmente é motivada por: inalação de fumaça ou gases tóxicos, por isso é muito comum entre os fumantes.

Doença de Alzheimer

O Alzheimer é uma doença genética e progressiva. Assim, suas causas mais comuns são:

  • demência
  • prejudica gravemente algumas funções cerebrais
  • perda da memória.

Por isso a doença interfere no comportamento da pessoa mudando sua forma de pensar e agir. Por isso ela deixa de realizar atividades simples e cotidianas

Hipertensão

A hipertensão ou simplesmente pressão alta, é uma doença que encolhe os vasos sanguíneos, obrigando assim o coração a se esforçar mais do que o normal.

Os sintomas aparecem apenas quando a doença já prejudicou o organismo, incluem:

  • dor de cabeça
  • tontura
  • mal-estar

A hipertensão é capaz de desencadear vários outros problemas como:

  • doenças cardiovasculares
  • colesterol elevado
  • infarto e derrame.
Derrame cerebral

Derrame cerebral

O derrame cerebral ou AVC, é uma das principais causas de morte e incapacidade tanto no Brasil como no mundo. Portanto, conforme estudos, 1,5% da população brasileira já tiveram derrame cerebral.

O derrame ocorre quando há um rompimento dos vasos sanguíneos no cérebro e seus sintomas são:

  • fraqueza muscular,
  • paralisia,
  • dor de cabeça,
  • perda de visão.

Mal de Parkinson

O mal de Parkinson é uma doença crônica que afeta o sistema nervoso central do corpo causando tremores constantes.

Assim, ela é uma doença degenerativa que pode levar a pessoa a perder o controle dos músculos e o próprio equilibro de forma progressiva, caso não seja devidamente controlada com medicamentos.

Câncer

A pesquisa do IBGE revelou que 2,7 milhões de brasileiros foram diagnosticados com câncer.

Por isso, é uma das doenças mais conhecidas por causa de seu nível de gravidade e por cauda d e muitas mortes de pessoas diagnosticadas.

É uma doença muito agressiva que provoca o crescimento desordenado de células anormais. Portanto, essas células se espalham rapidamente e invadem outras partes importantes e indispensáveis do corpo.

Assim, se formam tumores malignos que arriscam a vida da pessoa caso não sejam descobertos em sua fase inicial para serem tratados a tempo.

Nesse sentido, o câncer surge por causas genéticas, mas também pode ser desenvolvido por causa de:

  • uso de cigarros
  • Estilo de vida sedentário
  • exposição excessiva a luz solar, raios-x, produtos químicos, entre outros.

Quais são as doenças crônicas não transmissíveis mais comuns?

Por exemplo, além das já citadas acima, existem outras doenças crônicas não transmissíveis que são comuns e afetam todo o mundo:

  • artrite
  • transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH)
  • autismo
  • transtorno bipolar
  • defeitos de nascença
  • paralisia cerebral
  • doença renal crônica
  • pancreatite crônica
  • perda auditiva congênita
  • doença de crohn
  • depressão
  • síndrome de Down
  • epilepsia
  • fibromialgia
  • hemofilia
  • doença inflamatória intestinal
  • insônia
  • doença renal
  • doença hepática
  • distrofia muscular
  • síndrome de fadiga crônica
  • obesidade
  • psoríase
  • anemia falciforme
  • distúrbios do sono
  • lúpus
  • lesão cerebral traumática
  • colite ulcerativa
  • deficiência visual

Tome a decisão de parar de fumar, escolha frutas em vez de seu lanche normal e faça algum exercício moderado durante os intervalos comerciais de TV, nunca é tarde demais para tentar algo novo e melhorar o seu bem-estar e qualidade de vida.

John W. Robitscher, CEO
Associação de Diretores de Doenças Crônicas(USA)

O que fazer para prevenir e tratar doenças crônicas:

Muitos riscos de doenças não transmissíveis podem ser evitados. Esses fatores de risco incluem:

  • inatividade física
  • uso do fumo
  • uso de álcool em excesso
  • dieta não saudável (rica em gordura, açúcar e sódio com pouca ingestão de frutas e vegetais)


Por isso, alguns fatores de risco metabólicos, podem levar à síndrome metabólica. Assim, ela está ligada a doenças cardíacas e diabetes.

Esses fatores incluem:

  • pressão arterial elevada: 13×8 ou maior.
  • triglicerídeos: 150 mg/dL ou mais
  • níveis de glicose no sangue em jejum: 100 mg/dL ou mais
  • tamanho da cintura: mais de 89cm nas mulheres; mais de 101cm em homens
  • HDL (“colesterol bom”): menor que 40mg/dL em homens; menor que 50 mg/dL em mulheres

Por isso, uma pessoa com esses fatores de risco deve tratá-los com recomendações médicas e mudança no estilo de vida para reduzir os riscos de desenvolver doenças crônicas.

Por fim, os fatores de risco que uma pessoa não pode alterar são:

  • idade;
  • sexo;
  • raça;
  • histórico familiar.
Doença crônica e COVID19

Doenças crônicas e covid 19: o que você precisa saber?

A pandemia do COVID-19 teve um impacto profundo na saúde pública, por isso as altas taxas de mortes na Europa e nos Estados Unidos durante o primeiro surto.

No entanto, nem todas as pessoas são igualmente afetadas pelo vírus SARS-CoV-2.

Contudo, pessoas com diabetes ou doença cardiovascular tem de 2,5 a 4 vezes maior chance de desenvolverem o coronavírus com sintomas graves.

Portanto, uma maior taxa de mortalidade em idosos e em outros pacientes com 2 ou mais doenças crônicas como:

  • hipertensão;
  • doenças no coração;
  • doenças respiratórias crônicas;
  • doença renal crônica;
  • diabetes.

Contudo, essas pessoas com doenças crônicas não são prejudicadas apenas pelo coronavírus de forma direta, mas também indireta. Afinal, a pandemia do Covid 19 perturbou o mundo inteiro, incluindo as rotinas dos sistemas de saúde.

Além disso, os pacientes têm menores opções de ajuda e cuidados médicos dos hospitais por causa do colapso no sistema de saúde devido a pandemia.

Por isso, há uma séria preocupação com o próprio coronavírus e as doenças crônicas. Em outras palavras, com o aumento de complicações aceleradas das doenças crônicas devido ao acesso lento aos cuidados secundários e ao corte do acompanhamento médico primário.

Um conselho importante se tiver alguma doença crônica: se passar mal, ligue para seu médico e siga seus conselhos sobre o que fazer a seguir. Não vá para a emergência, a menos que seu médico te oriente, enquanto o surto do coronavírus não passar.

Doenças crônicas: como agir a respeito do Covid 19?

Portanto, se um membro da família começar a ter febre, tosse ou falta de ar, pode ser por causa do COVID-19.

O que você deve fazer:

• Tome medidas para proteger sua família e outros membros fiquem doentes
• Ligue para o seu médico e siga seus conselhos sobre o que fazer a seguir. Não vá para a emergência, a menos que seu médico diga para você fazer isso.
• Se você tem um emprego ou vai para escola, deixe-os saber que você está doente e não vá ao trabalho ou escola enquanto estiver com suspeita de Covid 19.

O que as pessoas com doenças crônicas podem fazer para se proteger de Covid 19?

Fazer escolhas mais saudáveis ​​todos os dias pode ajudar as pessoas a prevenir e melhorar sua doença crônica, bem como seu bem-estar, em geral.

Alguns das escolhas saudáveis ​​mais importantes incluem parar de fumar, praticar mais atividade física e comer refeições e lanches nutritivos.

Pessoas com doenças crônicas não podem esquecer de:

  • tomar os remédios indicados pelo médico na hora certa seguindo suas recomendações;
  • Perguntar ao médico como ter uma quantidade extra de seus medicamentos caso não consiga voltar ao consultório ou ir a uma farmácia;
  • tomar insulina se tiver diabetes;
  • Reservar um tempo para medir sua pressão arterial, se você tiver hipertensão;
  • dê preferência a uma consulta médica online para se prevenir de contágios.
Lanna Figueredo

Minha missão é compartilhar informações que vão contribuir para a melhor a qualidade de vida das pessoas.

Você também pode gostar de ;)
Latest Posts from Lanna Figueredo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *