Pessoa tóxica no relacionamento

Nem sempre é fácil saber se estamos ou não em um relacionamento tóxico. Por isso, faça o teste de relacionamento tóxico abaixo e descubra se está vivendo com uma pessoa tóxica, ou talvez, se você é a pessoa tóxica.

Talvez quem está fora da relação até consiga enxergar melhor, porém não cabe a ninguém decidir sobre seu relacionamento a não ser você mesmo. É bom ter uma visão mais ampliada.

Como ter certeza se você está em uma relação tóxica ou, ainda pior, abusiva?

Continue a ler este artigo para fazer o teste de relacionamento tóxico para reconhecer os sinais, se proteger e mudar para melhor.

Nenhum relacionamento é perfeito nem saudável o tempo todo. Passamos por altos e baixos por várias situações difíceis.

Mas quando passamos por brigas, discussões e desacordos o tempo todo, seja por motivos reais ou não, é um grande sinal de alerta.

Diferenças entre relacionamento tóxico x abusivo

Pessoa tóxica ou abusiva

Saiba se está convivendo com uma pessoa tóxica. Ressaltando aqui, que a vítima tanto pode ser homem quanto mulher.

Relacionamento tóxico:

  • A vítima não consegue se desenvolver em nenhuma área da vida. Além de se sentir presa ao passado e à relação.
  • Os problemas causados costumam ser somente na área emocional e pode existir em qualquer tipo de relacionamento. Seja em amizades, família, parceiros amorosos ou pessoas do trabalho.
  • A pessoa tóxica é alguém de mal com a vida, que tem um mal hábito de reclamar de tudo e todos. O famoso pessimista, mas que não tem intenção de ferir o outro. Por isso vive julgando e criticando, sugando a energia de todos ao redor com sua infelicidade.
  • Geralmente a pessoa tóxica não percebe seu comportamento. Quando é questionada, essa pessoa fica até chocada de verdade. Até se sente culpada, mas geralmente não consegue mudar o mal hábito.
  • Nem sempre a relação é tóxica porque o companheiro tem alguns comportamentos tóxicos. Vai depender da intensidade e tempo da toxidade para causar danos.

Relacionamento Abusivo:

  • No relacionamento abusivo, o abuso emocional é usado para conquistar poder e controle sobre o outro. Uma relação onde o abusador não dá nada em troca nem respeito ao outro.
  • A vítima torna-se um objeto ou brinquedo na mão do abusador, que ele brinca como quer. Não é tratada de forma humanizada.
  • O abusador sabe muito bem o que está fazendo, embora ele possa negar. Ele calcula muito bem seus passos antes de colocar em ação. Ou seja, planeja encantar a vítima, fazê-la acreditar em uma ilusão para depois, enquanto ela estiver com as defesas baixas, abusar da vítima.
  • Sem compaixão ou piedade pela vítima. Pelo contrário, é sádico. Ou seja, se diverte e sente prazer com o sofrimento do outro. Alguns de forma bem aparente, outros de forma mais dissimulada.
  • Geralmente nessas relações o abuso emocional avança para o abuso físico rapidamente.

Exemplos de comportamentos abusivos x tóxicos

  • Forçar afastamento de conhecidos. A pessoa tóxica pode fazer com que você se retire de amigos e familiares. Já o abusivo pode distanciá-lo à força e te convencer de que eles não gostam de você.
  • Te afastar da escola ou trabalho. Uma pessoa tóxica pode te desanimar do trabalho ou escola. Porém a pessoa abusiva pode proibir você. Podem também tentar te humilhar no seu trabalho ou escola para forçar você a sair.

Além disso, parceiros abusivos ainda podem:

  • Controlar você financeiramente impedindo que tenha acesso a contas bancárias ou dinheiro;
  • Depois de abusarem de você, podem acusá-lo de estar ficando louca e que está inventando coisas. Fazer você se sentir pequena e duvidar de suas convicções;
  • Podem ameaçar de matar ou ferir você ou ele próprio, se não fizer o que ele quer.
  • Pessoas abusivas insistem muito em morar juntos ou em casar em pouco tempo de relacionamento, apenas para ter mais controle sobre você.

Como identificar se meu parceiro é uma pessoa tóxica?

Pessoa tóxica

Faça o teste relacionamento tóxico e comprove:

Responda SIM ou NÃO para cada pergunta abaixo.

Você ou seu parceiro:

  1. Tentam controlar o outro querendo saber onde ele está, a maioria do tempo? Se sentem frustrados quando outro não responde imediatamente as mensagens ou ligações?
  2. Suas conversas é cheia de crítica, discussão, e sarcasmo ao ponto de vocês evitarem conversar um com o outro?
  3. Ficam colecionando rancores, ressentimentos e mágoas um do outro?
  4. Competem o tempo todo um com o outro para provar quem é melhor? Não torce para ver o outro alcançar seus objetivos por achar que isso vai te diminuir?
  5. Você ou ele inventam desculpas ou mentiras constantes para evitar passar um tempo juntos? Estão sempre se atrasando, esquecendo eventos importantes ou desrespeitando o tempo e limites um do outro?
  6. Tomam decisões que afetam o casal sem consultar um ao outro? Como por exemplo, comprar algo caro que está acima do orçamento que prejudica o orçamento do casal ou o combinado entre os dois?
  7. Você ou ele faz TUDO para agradar o outro e esquecendo de suas próprias necessidades? Estão sempre em lugares, eventos ou ações que não gostam de estar ou fazer?
  8. Você pára de passar tempo com familiares ou amigos para evitar brigas ou problemas com seu parceiro? Ou sente vergonha do comportamento tóxico dele?
  9. Você ou ele desistiu dos seus hobbies, de cuidar da sua alimentação, saúde e outros cuidados que tinha consigo mesmo antes do relacionamento? Perdeu sua individualidade fazendo somente coisas de casal?
  10. Vocês ficam sempre esperando que o outro mude, cobrando do outro a responsabilidade de fazerem um ao outro feliz? Mesmo que o outro nunca tenha feito um esforço verdadeiro pra isso?
  11. Sentirem-se sempre estressados na relação ou no seu limite, muitas vezes passando dele?
  12. Se preocupam excessivamente com o que vai falar ou fazer, com medo de uma reação ou tensão maior? Guardam tudo pra si mesmo o tempo todo?

Identificou sinais de pessoa tóxica no relacionamento?

Melhor ficar bem atenta com isso, se quiser viver uma relação saudável e prazerosa.

Este tipo de problema pode levar você a problemas emocionais e de saúde graves a longo prazo se forem ignorados.

Sentir um pouco de ciúmes é normal. Mas quando o ciúmes fica acima do normal torna-se um problema insuportável.

Nos relacionamentos saudáveis, existe o desejo verdadeiro de ver o sucesso do outro em todas as áreas da vida. Em uma relação saudável, as necessidades dos dois devem ser consideradas.

Não há nenhum problema em ser o “nós”, desde que possamos também ser o “eu” que também existe além da relação, com sua personalidade, talentos e gostos individuais.

Isso deve ser respeitado para que a relação consiga vencer o desgaste do tempo.

Sua opinião também deve ser respeitada e considerada na maioria das vezes.

Sabemos que numa relação existem problemas e desacordos, mas isto não impede conversar e entrar em um acordo que seja bom para todos.

Quando somente um cede sempre, isto é um péssimo sinal. Uma relação assim dificilmente sobrevive ao tempo. Não importa o quanto uma das partes se esforce.

Resultado do teste relacionamento tóxico

1- Se a resposta do teste de relacionamento tóxico, foi SIM para 8 perguntas ou mais– Então você está em uma relacionamento muito tóxico que já pode ter se transformado em uma relação abusiva. Procure ajuda ou repense se quer continuar.

2- Resultado SIM para 4 a 7 questões- Você está em uma relação tóxica que precisa de cuidados urgentes para que possa sobreviver às dificuldades do relacionamento.

3- Se o resultado foi SIM para 3 perguntas ou menos- Embora ainda não seja considerada uma relação tóxica, é bom cuidar da relação para que ela seja o mais saudável possível para ambos e consiga sobreviver ao tempo.

Às vezes, também temos comportamentos tóxicos e não há nenhum problema em se admitir isso. Se o maior problema for em você, é até mais fácil de ser resolvido.

Geralmente por conviver em um lar disfuncional na infância ou a falta de uma boa referência de relacionamentos saudáveis, nos fazem ter certos tipos de comportamentos ruins.

Conviver com uma pessoa tóxica, várias na infância nos trás consequências ruins para a fase adulta.

Mas isto não é desculpa para continuar do mesmo jeito. Você pode e deve mudar comportamentos repetidos de seus pais ou família. Basta você reconhecer e se esforçar na mudança.

Não é sua responsabilidade mudar o outro. Mas melhorar a si mesmo, não somente é possível, como é um dever de todo ser humano. O de atingir o máximo de seu potencial.

Se convivo com uma pessoa tóxica, tem solução para o relacionamento?

Relacionamento tóxico

Relacionamentos tóxicos nem sempre são condenados ao fracasso. Se seu teste de relacionamento tóxico deu acima de 6 pontos, siga os conselhos abaixo para ajudar seu relacionamento

A única esperança é ambos os parceiros querer mudar.

Se apenas um estiver disposto a fazer as mudanças para transformar um relacionamento tóxico em saudável, infelizmente, não terá sucesso.

Pois sempre alguém estará sobrecarregado e ambos infelizes. Um relacionamento para ser sustentado, precisa ter esforço de cooperação de ambos.

Os dois precisam estar comprometidos com as necessidades um do outro.

Como saber se as coisas estão caminhando para uma mudança?

Entenda agora, os sinais de que um relacionamento tóxico está caminhando para uma mudança verdadeira:

1- Compreender ao invés de culpar o outro

Se os dois são capazes de procurar entender o outro, como e porque ele faz as coisas que faz, como ele pensa, procurando aprender lições e lidar com isso, é um ótimo sinal.

2- Assumir responsabilidade

Reconhecer os comportamentos que prejudicam o relacionamento para ambas as partes. Sem ficar jogando a culpa um no outro. Assumir sua parte da culpa e se responsabilizar pelas mudanças.

Não existe somente uma parte culpada. Se alguém praticou algo que é ruim, talvez o outro esteja sendo permissivo para sustentar esse comportamento.

Nosso erros nem sempre está em fazer algo, mas também em permitir algo.

Não fazer NADA ou aceitar TUDO é uma decisão, ainda que você pense o contrário.

Decida não ser levado pelas ondas da vida. Mas sim ser o autor da sua própria história e não simplesmente entregar sua vida e felicidade nas mãos do outro, por mais bem intencionado que seja.

3- Abertura para receber ajuda

À vezes, somente boa intenção não será suficiente. Vocês podem precisar de uma ajuda profissional para conseguir colocar as coisas nos eixos, seja sozinho ou como casal.

4- Disposição para investir tempo

Os dois devem demonstrar, atitudes como vontade e abertura para melhorar.

Reservam horários regulares para passar um tempo de qualidade juntos, ter interesse no que o outro gosta e em aprofundar as conversas.

E se empacar no relacionamento tóxico? O que fazer?

Este reconstruir custará tempo, paciência e compromisso. Por isso não menospreze o resultado do teste de relacionamento tóxico. Comece a investir na cura.

Porém valerá a pena, já que os problemas em relacionamentos tóxicos, não são resolvidos antes da crise surgir.

É a famosa atitude de “jogar a sujeira pra baixo do tapete” que além de não resolver nada, só cria mais problemas.

Seja neste relacionamento ou em outros, jogar a batata quente para o próximo companheiro resolver é uma ilusão e derrota completa.

Somente quando o comportamento tóxico e dependente é tratado, é que podemos ter sucesso e realização no relacionamento amoroso.

Caso contrário, somente haverá coleção de relacionamentos e separações. E isso, ninguém deseja.

Não importa o que você já viveu. O que importa agora é sua coragem de encarar o problema de frente agora e não ficar fugindo.

Enfrente seus medos, fragilidades e não desista de ser feliz. Você é capaz, basta reconhecer, não desistir e se esforçar.

Dicas para fazer as coisas andarem:

Como ajudar um relacionamento tóxico

Como ajudar o progresso da relação? Veja essas dicas que vão te ajudar a transformar um relacionamento tóxico:

1- Veja seu parceiro com compaixão

Procure entender porque ele faz o que faz. Qual a motivação que ele tem para se comportar assim? Tente resistir a tentação de culpar seu parceiro por todos os problemas do relacionamento.

Há alguma mau hábito aprendido desde a infancia? Algum trauma? Ele está passando por algum problema na trabalho, físico ou emocional?

Nada desculpa o mau comportamento, mas isso te ajudará a entender como ele pensa e reage, para assim poder lidar melhor com isso e ajudá-lo em sua dificuldade.

2- Encontre apoio

Mesmo que esteja fazendo terapia, converse com alguém amigo ou participe de um grupo de apoio. Principalmente se o problema envolver alcoolismo ou uso de drogas.

3- Pratique comunicação saudável

Preste muita atenção em como você se comunica quando um problema surge. Sejam gentis um com o outro evitando acusações.

Diga sempre o que sente e não o que pensa que o outro sente ou faz. Até porque você não é adivinho. Fale sempre em como se sente com aquela atitude do outro ao invés de apontar o dedo.

4- Seja responsável

Não existe relação onde somente um está totalmente certo e o outro completamente errado. Ambos os parceiros devem reconhecer sua parte na sustentação da toxidade da relação.

Ter a capacidade de reconhecer e assumir a responsabilidade por suas próprias ações, se comprometer a se envolver na solução é o segredo para vencer qualquer obstáculo.

5- Se curar individualmente

O processo de reconstrução de um relacionamento complicado é reavaliar como você se sente sobre o relacionamento e qual seu nível de satisfação.

Quais são suas necessidades e expectativas para o relacionamento? Quais os seus limites pessoais? O que pra você é inaceitável?

Não pense que o outro tem que saber o que te faz feliz ou infeliz. Ele não pode entrar dentro de você pra saber como se sente. Você deve se posicionar para se colocar dentro da relação.

Não existe relacionamento saudável onde somente um está contente e o outro infeliz. Se posicione falando sobre como você se sente e sobre suas necessidades.

Pare também para ouvir o outro. Não se esqueça que ambos devem estar satisfeitos.

6- Tenha uma atitude assertiva e paciente

Você pode se surpreender com o resultado positivo de uma atitude assertiva.

Talvez no início o outro resista um pouco, por que não está acostumado com essa nova pessoa que ele não sabia que existia. Mas logo os resultados positivos virão.

Lembre-se: fale do que você está sentindo e não acuse o outro do que quer que seja. Diga o que está te magoando. Seja simples, objetivo e direto.

Você também merece ser ouvido e suas opiniões devem ser consideradas nas decisões que envolvem os dois.

Por isso deixe o outro falar, mas não perca a oportunidade de também se posicionar para que a relação sobreviva. Faça tudo isso com amor e consideração com o outro.

Sim, seu companheiro ficará feliz em ter um mapa para sua felicidade no relacionamento, ao invés de ficar vagando por um lugar escuro e desconhecido pra tentar achar uma saída.

Não, ele não tem obrigação de adivinhar. Você precisa ajudar ele a encontrar um caminho para alcançar sua satisfação.

Ele ficará feliz de saber que tem uma pessoa ao lado confiante e que sabe o que quer.

7- Seja paciente e dê espaço para o outro

É importante lembrar que as coisas não mudarão da noite para o dia. Sejam flexíveis e pacientes um com o outro.

E se o relacionamento tóxico, na verdade, for abusivo?

Relacionamento abusivo

Se o resultado do teste de relacionamento tóxico ficou acima de 9, fique bem atenta.

Compreenda que o seu amor não vai mudar o outro, não vai tornar o abusador alguém melhor, nem vai fazer com que ele ou ela descubra o seu valor.

As portas da mudança só abrem por dentro. Cada um tem a responsabilidade de decidir mudar ou não.

Na realidade, o seu amor, em vez de transformar um abusador numa pessoa melhor, só vai deixar você cada vez mais vulnerável.

E ele cada vez mais dependente de abusar você, ao invés de encarar que tem problemas emocionais e precisa enfrentar isso. O caminho mais fácil é culpar e jogar todo o peso emocional disso em você.

Então, pare de se culpar dizendo que a relação não deu certo por sua causa. Na verdade, você sente essa culpa porque o outro, por meio de manipulação psicológica, fez você se sentir assim.

Porque a explicação é uma só: quem abusa física ou mentalmente de alguém, dentro de um relacionamento ou não, é uma pessoa doente e infeliz. Simples!

Quando nos damos conta de que fomos usados como objetos, sempre tendemos a achar que a falha foi nossa.

Mas o que de fato aconteceu é que você era uma pessoa aberta para o amor.

E foi justamente nessa abertura que o abusador encontrou espaço que precisava para seduzir você e se passar pelo parceiro romântico que você buscava e desejava.

Se existiu uma erro em você, foi de estar verdadeiramente aberto para o amor. E isso, na verdade, não é um problema.

Primeiramente você precisará de apoio familiar e profissional para conseguir superar isso. Comece cortando completamente o contato com o agressor e siga em frente.

Você merece ser feliz simplesmente por ser uma criação de Deus. Acredite.

Relacionamento tóxico: um desafio que exige esforço de ambos

Esforco para o relacionamento dar certo

Um relacionamento tóxico não se formou do dia pra noite. Foram vários comportamentos tóxicos que existiram para chegar nesse estágio.

Entenda uma coisa: quando você está em um relacionamento saudável, tudo corre bem. É um lugar seguro onde você pode se reabastecer.

Certamente, existem pedras no caminho, mas vocês tomam decisões juntos para o bem de todos.

Discutem abertamente, sem medo de serem criticados e estão abertos para ouvir o outro. Dessa forma, desfrutam da companhia um do outro em um ambiente de respeito, amor e aceitação.

Simplesmente faça o “seu melhor“, descanse e fique em paz consigo mesmo. O importante é não desistir de amar, não fugir e seguir sempre em frente sem olhar para trás.

Está em um relacionamento abusivo ou tóxico e não sabe como terminar? Clique aqui e saiba mais

Gostou das dicas? Nos conte o que achou deste artigo. Abraços 😉

Lanna Figueredo

Minha missão é compartilhar informações que vão contribuir para a melhor a qualidade de vida das pessoas.

Você também pode gostar de ;)
Latest Posts from Lanna Figueredo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *