Hipertensão gestacional pressão alta na gravidez

A hipertensão gestacional é a pressão alta que se desenvolve durante a gravidez. Principalmente, começa após a 20ª semana de gestação.

Contudo, um pequeno aumento na pressão arterial pode não ser um problema, mas seu médico medirá sua pressão durante as consultas pré-natais para garantir que não continue muito alta.

Cerca de 7 em cada 100 mulheres grávidas – desenvolverão pressão alta durante a gravidez, o que pode ser perigoso para você e seu bebê.

Hipertensão gestacional: o que é pressão alta na gravidez?

Pré eclampsia

A pressão arterial é a força do sangue empurrando as paredes das artérias enquanto o coração bombeia o sangue. Portanto, a pressão alta ou hipertensão, ocorre quando a força contra as paredes das artérias é muito alta além do considerado normal.

Grávida pode comer pimenta? Clique e descubra.

Existem diferentes tipos de pressão alta na gravidez:

1- Hipertensão gestacional

É a pressão alta que você desenvolve durante a gravidez. Principalmente após a 20ª semana de gravidez. Porém você não apresenta nenhum outro sintoma.

Em muitos casos, não faz mal a você ou ao seu bebê e desaparece dentro de 12 semanas após o parto. Porém aumenta o risco de hipertensão no futuro.

Às vezes, pode ser grave, o que pode causar baixo peso ao nascer ou provocar um parto prematuro. Assim, algumas mulheres com hipertensão gestacional podem desenvolver pré-eclâmpsia.

2- Hipertensão crônica

É a pressão alta que começou antes da 20ª semana de gravidez ou que já possuía antes de engravidar.

Ou seja, muitas mulheres já tinham muito antes de engravidar, mas não sabiam até que verificaram sua pressão arterial no pré-natal . Às vezes, a hipertensão crônica também pode levar à pré-eclâmpsia.

3- Pré-eclâmpsia

É um aumento repentino da pressão arterial após a 20ª semana de gravidez. Assim, geralmente acontece no último trimestre de gravidez. Em casos raros, os sintomas podem não começar antes do parto. Isso é chamado de pré-eclâmpsia pós-parto.

A pré-eclâmpsia também inclui sinais de danos a alguns de seus órgãos, como fígado ou rim. Por isso, os sinais podem incluir proteínas na urina e pressão arterial muito alta e causar convulsões. Dessa forma, pode ser séria ou mesmo fatal para você e seu bebê.

Hipertensão gestacional: quando a pressão é considerada alta?

hipertensão gestacional


Monitorar sua pressão arterial é uma parte importante do cuidado pré-natal. Se você tem hipertensão crônica, seu médico irá considerar as seguintes medições de pressão arterial:

  • Pressão arterial elevada: é uma pressão em torno de 12×8. Tende a piorar com o tempo, a menos que sejam tomadas medidas para controle.
  • Hipertensão de estágio 1: é uma pressão arterial em torno de 13×8
  • Hipertensão de estágio 2: Hipertensão mais grave, hipertensão de estágio 2 é uma pressão em torno 14×9 ou maior.
  • Após 20 semanas de gravidez, a pressão arterial que ultrapassa 14×9 – mais de 1 vez, com pelo menos 4 horas de intervalo, sem qualquer dano a outro órgão – é considerada hipertensão gestacional.

Grávida pode tocar chá de gengibre? Clique e descubra.

Hipertensão gestacional: que problemas a pré-eclâmpsia pode causar?

A pré-eclâmpsia pode causar:

  • Nascimento prematuro;
  • Um bebê com baixo peso ao nascer;
  • Descolamento da placenta;
  • Baixo crescimento fetal, causado por falta de nutrientes e oxigênio;
  • Natimorto;
  • Eclâmpsia, que acontece quando a pré-eclâmpsia é grave o suficiente para afetar a função cerebral, causando convulsões ou coma;
  • Danos aos rins, fígado, cérebro e outros órgãos e sistemas sanguíneos;
  • Um maior risco de doença cardíaca para você;
  • Síndrome HELLP, que ocorre quando uma mulher com pré-eclâmpsia apresenta problemas ao fígado e às células sanguíneas. É muito sério e raro.

Hipertensão gestacional: sintomas de pré-eclâmpsia na gravidez:

  • Pressão alta;
  • Dor no abdômen superior direito;
  • Problemas respiratórios;
  • Inchaço no rosto e nas mãos. Seus pés também podem inchar, mas isso costuma ser normal. Portanto, pés inchados por si só podem não ser um sinal de problema.
  • Dor de cabeça que não passa;
  • Muita proteína na urina (chamada proteinúria);
  • Problemas de visão, incluindo visão turva ou pontos de vista;
  • A eclâmpsia também pode causar convulsões, náuseas e/ou vômitos e pouca frequência urinária. Se desenvolver a síndrome HELLP, também pode apresentar sangramento ou hematomas com facilidade, fadiga extrema e insuficiência hepática.

A eclâmpsia afeta cerca de 1 em cada 200 mulheres com pré-eclâmpsia. Você pode desenvolver eclâmpsia mesmo sem histórico de convulsões.

Você sabe como tratar a azia na gestação? Clique e descubra.

Hipertensão gestacional: como evitar e tratar pressão alta na gravidez?

Pressão alta na gravidez

Durante a gravidez, você deverá ver seu médico com frequência. Então seu peso e pressão arterial serão verificados em todas as consultas, e você vai precisar de exames frequentes de urina e sangue.

Da mesma forma, ultrassons frequentes podem ser usados ​​para monitorar o crescimento e o desenvolvimento do seu bebê.

Assim, seu médico pode recomendar o monitoramento dos movimentos diários do seu bebê. O monitoramento da frequência cardíaca fetal é usado para avaliar o bem-estar do seu bebê.

O que posso fazer para reduzir o risco de complicações?

Cuidar bem de si mesma é a melhor maneira de cuidar do seu bebê. Por exemplo:

E sobre trabalho de parto?

Seu médico pode sugerir a indução do parto antes da data prevista para evitar complicações da hipertensão gestacional.

O momento de sua indução é baseado em quão bem controlada está sua hipertensão, se você tem lesão orgânica em estágio terminal e se seu bebê tem complicações, como restrição de crescimento intrauterino devido à sua hipertensão.

Se você tem pré-eclâmpsia com características graves, pode receber medicamentos durante o trabalho de parto para ajudar a prevenir convulsões.

Café aumenta a pressão? Clique e descubra.

Fonte

Lanna Figueredo

Minha missão é compartilhar informações que vão contribuir para a melhor a qualidade de vida das pessoas.

Você também pode gostar de ;)
Latest Posts from Lanna Figueredo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *